Artigos

Ampliação da Audiência em redes sociais como estratégia de negócio nos meios regionais de Portugal

Resumo

Esse artigo buscou identificar em ciberjornais regionais do Centro de Portugal o uso das redes sociais para ampliação dos números de usuários-leitores e valoração da “mercadoria audiência”. A estratégia caracteriza-se pela criação de audiências extras em plataformas de redes sociais digitais ou apps de mensagens onde são postados conteúdos para serem consumidos e recirculados (Zago 2017) para outros grupos ou espaços, aumentando a possibilidade de sua visualização, acessos e, consequentemente, o valor dos espaços publicitários e interesse da esfera política. Este trabalho entende a mercadoria audiência como o principal produto dos media e sua fonte de poder político e econômico em meio às disputas concorrenciais pela sobrevivência do negócio no ecossistema digital. O estudo foi realizado a partir de levantamento exploratório de 18 media sobre os modelos de receita e uso da estratégia de ampliação de audiência. Os dados são enriquecidos com análise qualitativa a partir de dois grupos de foco aplicados pelo projeto Remedia.Lab, da Universidade da Beira Interior (UBI), e dados do Observatório da Comunicação (Obercom) (Cardoso e Mendonça 2017) e Digital News Report (Newman, Fletcher, e Nielsen 2019). Observou-se que os media utilizam, de maneira incipiente, os espaços que a internet dispõe para produção de audiências extras. Porém, a análise do perfil de público indica que embora a implantação da estratégia possa não trazer resultados eficazes no atual momento, será imprescindível nos próximos anos.

Palavras-chave: ciberjornalismo regional; mercadoria audiência; modelos de negócio; redes sociais; propagabilidade

%d blogueiros gostam disto: